Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Judiciário

Witzel vira réu no STJ por corrupção ativa, passiva e lavagem de dinheiro

Witzel

A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) aceitou, nesta última quinta-feira (11), a denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra o governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), acusado de corrupção ativa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Por unanimidade, o prazo de afastamento do mandato foi prorrogado de 180 dias para mais um ano. Além de não retornar ao Palácio Laranjeiras, Witzel não deve manter contato com demais investigados.

A denúncia foi apresentada pelo órgão ministerial no âmbito da operação Tris In Idem, deflagrada pela Polícia Federal (PF) em agosto de 2020. A ação foi desdobramento da operação Placebo, que apura atos ilícitos em contratos públicos do Executivo fluminense.

OUTRO LADO

Por meio das redes sociais, o político afirma que será absolvido das acusações e que tornou-se vítima de um processo de objetivos políticos.

Leia a íntegra:

“Infelizmente, o recebimento de denúncia criminal no Brasil ainda se faz com base no princípio do ‘in dúbio pro societat’, permitindo-se um processo penal duvidoso e recheado de acusações falhas. Ocorre que esses processos causam desgastes irreparáveis de imagem. Anos depois, quando são julgados improcedentes e geram absolvição, a imagem do acusado está irremediavelmente prejudicada. Este é o caso da denúncia contra mim. Pela minha experiência como magistrado, é desta forma que avalio. Farei minha defesa com a certeza de que serei absolvido. Jamais pratiquei qualquer ato ilícito na minha vida. Este é um processo meramente político contra mim.”

Comentários

Judiciário

Desembargador mandou processos recomeçarem na Justiça Eleitoral.

Judiciário

Corte entendeu que processo deveria ser conduzido pelo Tribunal de Justiça.

Política

Nos bastidores, aceno político já era esperado.

Judiciário

Investigação apura suspeita de propina relacionada ao plano de saúde dos servidores.